WP-ThGWU6Yg-LZQP372atnaqZcM O Brasil recebe Imigrantes da Bulgária por volta de 1927 | Imigrantes Brasil

O Brasil recebe Imigrantes da Bulgária por volta de 1927

Sofia é uma cidade histórica da Bulgária que possui mais de 250 monumentos tais como a Basílica de Santa Sofia, dos séculos V e VI.

Ao final da primeira grande guerra os búlgaros como mandam a tradição de sempre estar a procura da liberdade resolvem migrar. O único país que estava recebendo imigrantes para trabalhar na lavoura era o Brasil. Atraídos pelas promessas de passagem gratuíta, moradia, assistência médica e educação para as crianças, decidem pela nova pátria. A Romênia forneceria os passaportes, nos quais viria destacada a nacionalidade búlgara.
Deixando as suas aldeias em trenós e carroças seguiam para a estação ferroviária na cidade de Bolgrad. Nos trens, atravessavam até três países antes de alcançarem os portos alemães de Bremen e Hamburgo, ou de Gênova, na Itália, onde embarcariam nos vapores com destino ao Brasil. Em 1926 chegavam as primeiras famílias para trabalhar nas fazendas de café do interior paulista. Outras seguiriam para o Paraná e o Rio Grande do Sul.
No Brasil, existe a estimativas de que a população búlgara variam de 35 mil à 55 mil pessoas e a maior parte vive nos Estados do Paraná , São Paulo e Santa Catarina.
Aos poucos o povo búgaro foram deixando as fazendas, aglutinando–se em algumas regiões do Estado de São Paulo onde acabam por fundar diversas colônias: Aurora, Feiticeiro e Nova Bessarábia, em Santo Anastácio; Esperança, Setenta e Paget, em Quatá.

4 comentários:

kharhan disse...

Que tal uma parceria?Gostei muito do seu blog.

Mary disse...

Que beleza de blog!!!!
Adorei!!! Muito interessante!!
Parabéns!!!
Um abraço
Mary

PCS disse...

Olá,
A foto deste post tem um autor, que por acaso sou.
Não é que me importe que a tenha usado para simbolizar o seu texto, mas era justo mencionar o autor.
Cumprimentos,
Paulo César Santos

PCS disse...

Olá Donizete,
Eu não me importo que utilize a foto, pelo contrário, até me lisonjeia.
O que eu lhe dizia e era que utilizasse a foto mas colocasse uma menção à sua origem.
Um abraço,
PCS