WP-ThGWU6Yg-LZQP372atnaqZcM Você cumpriria as ordens e soltaria a bomba sobre Hiroshima e Nagasaki? | Imigrantes Brasil

Você cumpriria as ordens e soltaria a bomba sobre Hiroshima e Nagasaki?

No fatídico dia 06 de Agosto de 1945, movidos além de tudo por um sentimento de ódio e de vingança pelo ataque japonês à base militar de Pearl Harbor, aviões americanos atacaram com armas nucleares a cidade de Hiroshima, a sétima maior cidade japonesa, com 350 mil habitantes, que até o fim do ano de 1945, decretou a morte de aproximadamente 150 mil japoneses, dos quais apenas 20 mil eram militares.

Não satisfeitos com tamanha atrocidade e apenas três dias depois do primeiro ataque, como se fosse possível preparar uma declaração total de rendição incondicional em três dias, os americanos atacaram a segunda cidade-alvo no dia 09 de agosto. Nagasaki e seus 175 mil habitantes foram a vítima de Fat Man, segunda e mais poderosa bomba, que vitimou aproximadamente 70 mil seres humanos na contabilidade macabra feita em dezembro de 1945.
O tenente-coronel americano Paul Tibbets entrou para a História aos 30 anos ao pilotar o avião que carregava a primeira bomba atômica usada contra seres humanos, sobre Hiroshima, no Japão. Foi Tibbets quem batizou o bombardeio B-29, e homenageou a própria mãe, Enola Gay. O apelido da bomba era mais genérico: Little Boy, garotinho. “Fui designado para fazer um trabalho e não permiti que sentimentos pessoais interferissem na missão”, disse ao Miami Herald em 1970.

O piloto Tibbets, que se retirou da Aeronáutica em 1966, como brigadeiro, afirmou várias vezes que nunca se arrependeu da missão e nunca deixou de dormir bem à noite. Morreu dia 30 de outubro de 2007 aos 92 anos, de falência múltipla de órgãos. A seu pedido, não houve funeral nem lápide no cemitério, “para não oferecer a seus detratores um local para protestar”.
Muitas perguntas passam por nossa cabeça e começamos analizar o que realmente poderia ter acontecido ou ter se sido evitado naquele dia. Mesmo com o Japão cometendo tantas atrocidades e em meio a uma guerra sangrenta, sem dúvida, a decisão dos ameriacanos de construir a bomba e de usá-la para matar em massa foi uma catástrofe. Certamente se a gueera continuasse como antes poderia se evitar a morte de muitos civís, entre eles, mulheres e crianças inocentes.

Harry Truman, na presidência dos Estados Unidos por morte de Roosevelt, na noite de 5 de Agosto prepara-se para jantar aguardando a confirmação sobre o lançameno da bomba atômica sobre os japoneses na manhã do dia 06.
Harry Truman recebeu por telefone especial a notícia da mensagem, tão simples, transmitida à base de Tinian do céu de Hiroshima, pelo comandante do bombardeiro: "Vi a cidade, está destruída". Harry Truman retomou o seu jantar como se nada tivesse acontecido.

- Digamos que Tibbets deixasse de cumprir as ordens do mais alto comando militar americano, o que poderia ter acontecido com ele?

- O mesmo seria punido de maneira exemplar e poderia até mesmo pagar com sua própria vida. Será que ele chegou a pensar nisso ou não titubeou e soltou a bomba?

- Será que o Japão teria se rendido e a segunda guerra mundial teria terminado em seguida?

Para aqueles que crêem em Deus onipotente acima de todas as coisas, acreditam que os culpados serão julgados pelos atos cometidos. Para aqueles que não acreditam em julgamento final, eles simplesmente passarão dessa vida impunes, apesar de todo mal que causaram para toda a humanidade.

6 comentários:

João disse...

Donizete,

Vários argumentos defendem a tese da necessidade da utilização das bombas atómicas...o encurtamento da guerra é a principal.
Politica e militarmente tem a sua lógica,pois milhões poderiam continuar a morrer nos campos de batalha.
Mas pode-se facilmente contrapor afirmando que o Japão estava a ser derrotado,era uma questão de tempo,sem ser necessário grande destruição humana.

Pessoalmente não cumpriria.
Pois matar milhares de pessoas,seja de que maneira for,é algo que rejeito frontalmente,preferiria sofrer as consequências da desobediência,e esta ideia é bem clara nos meus princípios.

Tenho pena que os responsáveis,pilotos,militares e políticos não tenham vacilado nas suas consciências e pelo menos pedido perdão...

Na verdade Donizete estas bombas são mais uma vergonha na História humanidade.

Abraço amigo,
joao

monthiel disse...

Olá Donizete,

Não. Eu não soltaria a bomba. Morreria, e morreria com prazer para não cometer uma atrocidade dessas. no entanto, tem um porém.

Eu não faria, mas, incondicionalmente, outro faria. Ou seja, eu morreria com minha ética, mas mesmo assim, milhares morreriam da mesma forma.

Não o faria pensando no julgamento, pois não acho que isso exista, não faria apenas porque não consigo fazer mau a uma barata.

Abraços,
Monthiel

Lisa disse...

Eu não soltaria a bomba, mesmo que minha vida e de minha família corresse risco.
Até porque acredito que esse papo de encurtar a guerra foi apenas uma desculpa esfarrapada.
O verdadeiro motivo, pra mim, foi mostrar quem podia mais. Os EUA só entraram na guerra quando a Russia impôs uma derrota aos alemães.
Antes disso a Russia implorou ajuda e nada.
As bombas foi apenas uma forma de mostrar poder. É tão vergonhosa quanto o holocausto.
abs
Lisa

blogcarburado disse...

Eu vejo a guerra como a coisa mais idiota que o seu humano pode fazer.
Seria muito fácil eu dizer aqui que não jogaria a bomba não vivendo a situação de guerra não vivendo o momento e principalmente não sendo um militar.
Minha resposta é não sei. Mas com certeza vendo as fotos depois e sabendo que poderia ter evitado de alguma forma me arrependeria para o resto da vida. Só de ver as fotos já da uma angustia imagina tendo o poder de ter evitado em minhas mãos.
Um abraço,

moody-olho-tonto disse...

A guerra está presente como um instinto em todos os animais para a sobreposição do mais forte sobre o mais fraco.Então eu chamaria a explosão de hiroshima como "natural".Eu com certeza soltaria esta bomba,seria como negar matar seu futuro assassino.

michel disse...

concordo com todos os argumentos de voces acima claro que e uma atrocidade...e claro q nenhum japones inocente merecia morrer daquele jeito...axo que nem pra um animal se deseja uma morte daquelas...e mujito triste claro...mas queria deixar minha pergunta aki...alguem de voces ordenaria um ataque covarde a pearl harbor...matando daqla maneira mais de 80 mil pessoas???
axo que nao ne?...mas claro que nada justifica morte ...espero que todos os culpados por esses atos paguem de acordo com o que merecem...
abco a todos